Olha o golpe! Conheça 7 dicas boas para não ser enganado no posto de combustível.

Imagem:Reprodução/Google


Sabe aquela sensação de que o tanque não foi abastecido corretamente? Muitas pessoas sentem que o combustível não rende ou que o carro simplesmente apresentou diferenças depois de sair do posto. Por isso, confira algumas dicas para não ser enganado na hora de abastecer o carro.


Para de ser enganado quando for abastecer o carro


A gasolina e os demais combustíveis não param de ficar mais caros no Brasil.


Por isso, todo cuidado é pouco na hora de abastecer e garantir que o procedimento seguiu o que determina a lei. Infelizmente existem estabelecimentos que burlam as normas na hora de abastecer o carro. Saiba como identificar irregularidades e minimizar possíveis prejuízos.

Se você vai abastecer o carro em um posto desconhecido ou ficou na dúvida sobre a honestidade do lugar, tudo bem.


Não se sinta mal sobre isso, já que infelizmente alguns estabelecimentos podem burlar o modo correto de abastecimento. Contudo, saiba que a grande maioria dos postos trabalha dentro das leis e da fiscalização correta.


Como não ser enganado ou enganada na hora de abastecer o carro:


1 – Vale a pena descer do automóvel para acompanhar o abastecimento;


2 – Certifique-se de que o bico da bomba está correto e pertence ao tipo de combustível abastecido;


3 – O preço indicado na bomba deve ser o mesmo anunciado em placas e cartazes no posto. Inclusive, as formas de pagamento podem resultar em valores distintos, então fique atento.


4 – O marcador da bomba deve ser inicia na marcação zero;


5 – Espere o combustível terminar de ser colocado para iniciar o pagamento do produto e do serviço;


6 – Utilize abastecimentos feitos recentemente como referência para saber se está tudo de acordo com o correto.


O volume do tanque total pode apresentar algumas diferenças de até 20% da capacidade real. Isso está no manual do veículo.


7 – Tenha a nota fiscal em mãos para comprovar o valor e quantidade de litros. Veja se os números são iguais aos marcados no equipamento.


Em caso de dúvidas, todos os consumidores têm o direito de solicitar a conferência da bomba por meio do aferidor de 20 litros. Por lei, os funcionários são obrigados a efetuar tal procedimento. Para isso, lembre-se de que o aferidor precisa estar lacrado e sem nenhum produto no interior.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem