Conheça 8 benefícios do óleo de coco para a saúde e aprenda como usar

Imagem: Reprodução/Google



O óleo de coco contém vários compostos bioativos com propriedades antioxidantes, como o ácido fenólico, e ácidos graxos de cadeia média, trazendo diversos benefícios para a saúde, como ajudar a diminuir o colesterol, regular os níveis de glicose no sangue e atuar como antiviral e antifúngico em várias infecções.


O óleo de coco é um produto que pode ser obtido a partir do coco seco ou do coco fresco, sendo denominado óleo de coco refinado ou extra virgem, respectivamente. O óleo de coco extra virgem é o que mais traz benefícios para a saúde, já que não passa por processos de refinamento, não perde nutrientes e nem é submetido a altas temperaturas.


O óleo de coco natural é muito versátil, porque além de poder ser utilizado na alimentação para temperar saladas ou preparar receitas, por exemplo, também pode ser utilizado como hidratante para o rosto ou como máscara para fortalecer o cabelo.


Conheça mais sobre o óleo de coco no vídeo a seguir:





Os principais benefícios do óleo de coco são:


1. Diminui o colesterol


O óleo de coco é rico em ácidos graxos, como o ácido láurico e o ácido oleico, que possuem ação hipocolesterolemiante, já que ajudam a diminuir os níveis de colesterol LDL e os triglicerídeos no sangue, prevenindo doenças cardiovasculares, como aterosclerose e infarto do miocárdio.


2. Combate infecção por vírus


O óleo de coco contém ácido graxos de cadeia média, como o ácido láurico e seu derivado, a monolaurina, que atuam contra alguns vírus, inativando seus efeitos e ajudando no tratamento das doenças associadas, como sarampo, estomatite vesicular e citomegalovírus.


3. Ajuda a combater a candidíase


Alguns estudos indicam que o óleo de coco contém ácidos graxos com propriedades antifúngicas que ajudam a diminuir o desenvolvimento e crescimento da Candida sp. Assim, o óleo de coco poderia ser indicado com o objetivo de complementar o tratamento indicado pelo médico.


4. Manter a pele saudável


O óleo de coco possui propriedade hidratante devido à presença de ácido graxo em sua composição, ajudando a melhorar o aspecto da pele seca e áspera, podendo ser aplicado diretamente na pele na forma de óleo ou creme.


Além disso, as propriedades antioxidantes do óleo de coco ajudam a atrasar o aparecimento das rugas e a flacidez da pele que podem ser resultado do envelhecimento. O óleo de coco pode ser também indicado para complementar o tratamento de vários problemas de pele, como psoríase, dermatite, eczema e outras infecções.


5. Cuidar do cabelo


O óleo de coco é um dos melhores nutrientes para o cabelo, pois fornece proteínas essenciais para nutrir o couro cabeludo, favorecendo o crescimento de fios saudáveis. Por isso, o óleo de coco é muito utilizado na indústria para a fabricação de diversos produtos, como condicionadores, óleo para os fios e máscaras de hidratação.


6. Ajuda no emagrecimento


Alguns estudos indicam que o óleo de coco poderia contribuir na perda de peso, já que contém ácidos graxos de cadeia médica. Essas moléculas de gordura passam pelo fígado, onde são utilizadas para produzir energia e aumentar o gasto energético. A energia produzida é utilizada pelo cérebro e coração, não sendo armazenada no tecido adiposo na forma de gordura e favorecendo a oxidação das gorduras. Além disso, também poderia diminuir a fome, pois é capaz de promover a saciedade.


No entanto, são ainda necessários mais estudos sobre o efeito do óleo de coco no emagrecimento e, por isso, não é recomendado consumir esse óleo em grandes quantidades, já que é uma gordura com um alto valor calórico.


7. Ajuda a regular a glicose no sangue


Os ácidos monoinsaturados e os compostos antioxidantes presentes no óleo de coco melhoram o funcionamento das células beta do pâncreas, que são responsáveis por liberar insulina no organismo.


A insulina é o hormônio necessário para equilibrar os níveis de açúcar no sangue, sendo um alimento importante para prevenir e controlar a diabetes.


8. Ajuda a tratar o Alzheimer


Os ácidos graxos de cadeia média presente no óleo de coco tem um potencial para atuar na prevenção e no tratamento da doença de Alzheimer, já que esses ácidos graxos são facilmente absorvidos, metabolizados pelo fígado e convertidos a corpos cetônicos, funcionando como uma fonte alternativa de energia, ajudando na função cognitiva.


No entanto, são ainda necessários mais estudos que avaliem a atividade do óleo de coco no Alzheimer.


Como usar o óleo de coco


O óleo de coco é muito utilizado na cozinha de diversas formas: para temperar saladas, preparar legumes e carnes ou ser incorporado em receitas.


Para isso, basta substituir a gordura utilizada normalmente, como o óleo de girassol, a manteiga ou o azeite de oliva, por exemplo, por óleo de coco extra virgem.


No entanto, assim como os outros óleos, devido à grande quantidade de calorias, não é recomendado usar mais do que 1 colher de sopa em cada refeição principal.

Além disso, o óleo de coco pode ser utilizado com fins cosméticos para preparar máscaras caseiras com o cabelo, sendo normalmente combinado com outros componentes, como mel, abacate ou azeite de oliva. Devido às suas propriedades hidratantes, o óleo de coco também pode ser utilizado para hidratar a pele, devendo ser aplicado diretamente na pele em forma de creme ou como óleo.


Outros usos frequentes do óleo de coco pode ser como protetor labial ou para prevenir o surgimento de estrias, já que contribui para que a pele se mantenha mais elástica.


Como fazer o óleo de coco em casa


O óleo de coco também pode ser preparado em casa, da seguinte forma:


Ingredientes


  • 3 copos de água de coco;
  • 2 cocos de casca marrom descascados e cortados em pedacinhos.

Modo de preparo


O primeiro passo para fazer o óleo de coco, é bater todos os ingredientes no liquidificador ou no mixer e em seguida coar com auxílio de um pano limpo e colocar o líquido em uma garrafa, que deve permanecer em um ambiente escuro por 48 horas. Após esse período, deve-se colocar a garrafa em um ambiente fresco, ao abrigo da luz, por mais 6 horas.


Após as 6 horas, é preciso colocar a garrafa em pé na geladeira por 3 horas. Com isso, o óleo de coco irá solidificar e para retirá-lo deve-se cortar a garrafa no local em que pode ser observada a separação da água e do óleo, aproveitando somente o óleo, que deve ser transferido para um recipiente com tampa.


O óleo de coco se torna próprio para o consumo quando fica líquido, não havendo necessidade de armazenar na geladeira.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem