Valores a Receber: Banco Central fala sobre data da segunda fase de consultas. Veja aqui

Imagem: Reprodução/Google

Em 16 de Abril, o Banco Central (BC) encerrou a primeira fase dos Valores A Receber, o que permite o resgate de dinheiro esquecido pelos brasileiros nos bancos. Em relação à segunda fase, a previsão era começar em 2 de maio, mas após a greve dos servidores do BC, as datas precisaram ser realocadas.


Nesse sentido, muitas pessoas estão em dúvida sobre quando começará a nova rodada de consulta do sistema de Valores a Receber do Banco Central. Segundo a agência, ainda não há previsão para o início da segunda fase do dinheiro esquecido. Isso porque a greve dos servidores, que começou em 1º de abril, atrasou a liberação.


"A greve dos servidores do BC prejudicou o cronograma de desenvolvimento de melhorias no Sistema de Valor para Receber (SVR). O prazo de retorno da SVR, inicialmente previsto para 2 de maio, será adiado. A nova data será comunicada com bastante antecedência", disse o Banco Central em nota.


Mudanças na implementação da segunda fase do dinheiro esquecido


Na primeira fase do dinheiro esquecido, o BC disponibilizou para consulta e resgate cerca de R$ 4 bilhões de recebíveis de contas bancárias fechadas com saldo, taxas cobradas indevidamente em transações financeiras, recursos de consórcios finalizados, além de cotas líquidas e sobras de cooperativas de crédito.


Em relação à segunda fase, também serão disponibilizados valores de outras fontes, como o Fundo Garantidor de Crédito, recursos de entidades em liquidação extrajudicial, contas de pagamento fechadas, referentes a tarifas, parcelamentos ou obrigações cobradas indevidamente, entre outras.


É importante ressaltar que quem não conseguiu encontrar dinheiro na primeira fase terá uma nova chance de ser contemplado na segunda. Além disso, o cidadão pode consultar e solicitar a utilização dos recursos ao mesmo tempo, sem esperar um cronograma indicado para o procedimento.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem