Quando sai o PIS 2022? Confira o calendário e saiba qual a data de seu recebimento

Imagem: Reprodução/Google


O Programa de Integração Social, representado pela sigla PIS, foi criado a partir de uma Lei Complementar para promover a integração dos trabalhadores do setor privado com o desenvolvimento da empresa. Ele é responsável por garantir que os benefícios determinados por lei sejam concedidos aos trabalhadores com carteira assinada. O órgão responsável pelo pagamento desses benefícios é a Caixa Econômica Federal.


O que é o PIS?


Como mencionado, o PIS é um Programa de Integração Social cujo principal objetivo é integrar o trabalhador do setor privado ao desenvolvimento da empresa, enquanto todos os benefícios garantidos por lei são concedidos.


O valor disponível no fundo PIS é distribuído a funcionários de empresas privadas e órgãos públicos a cada ano em datas específicas, de acordo com o tempo de trabalho e de acordo com o salário.


Quem pode sacar o PIS?


Todos os trabalhadores cadastrados no programa desde 1971 e todos os dependentes que possuem pessoas falecidas têm direito às cotas do PIS.


Além disso, o saque ainda está disponível para pessoas que atendam aos seguintes critérios:


  • Eles estão aposentados;
  • Eles têm 60 anos ou mais;
  • Eles são inválidos;
  • Foram transferidos para reserva remunerada ou aposentadoria (no caso de militares);
  • Idosos e/ou deficientes que recebem o Benefício de Prestação Continuada;
  • Câncer;
  • SIDA/AIDS;
  • Hanseníase, cegueira, tuberculose ativa, entre outros;
  • Ter recebido em média até dois salários mínimos por mês em 2021;
  • Exercer atividade remunerada para pessoas jurídicas, por pelo menos 30 dias, consecutivas ou não, no ano-base considerado para cálculo;
  • É necessário que a empresa tenha enviado corretamente os dados dos trabalhadores na RAIS (Relação Anual de Informações Sociais).

Quando será liberado?


Diferentemente do que muitos pensam, ainda não há data para a liberação do pagamento do PIS, e isso se deve a um atraso no abono salarial que se baseou no ano de 2020, em que o pagamento foi feito apenas no ano de 2022 entre fevereiro e março.


Ou seja, para os trabalhadores do ano-base 2021, o pagamento só será permitido no ano de 2023. No entanto, vale ressaltar novamente que o calendário oficial ainda não foi divulgado.


Além disso, estima-se também que mais de R$ 20 milhões serão pagos a aproximadamente 20 milhões de trabalhadores. No entanto, os valores específicos ainda não foram divulgados.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem