Consulta disponível! Aprenda como consultar o auxílio emergencial retroativo de até R$ 3 mil pelo CPF.

Imagem: Reprodução/Google


A notícia de que o Governo Federal disponibilizará auxílio emergencial retroativo no valor de R$ 3.000 para um determinado grupo de beneficiários já se espalhou. No entanto, vale lembrar que o programa foi lançado em março de 2020 e que os repasses só foram finalizados em 2021.


O envio desses valores ocorreu no auge da pandemia, justamente quando o comércio acabou fechando, o que levou muitos indivíduos a perderem seus respectivos empregos. Portanto, foram pagas cinco parcelas no valor de R$ 600 e quatro parcelas de R$ 300 reais. Os depósitos começaram a variar de valor no ano seguinte. 

Auxílio emergencial de até R$ 3.000: Quem terá direito?


De acordo com as informações que foram divulgadas pelo Ministério da Cidadania, pais solteiros e chefes de família podem acessar auxílio emergencial cujo valor vai até R$ 3 mil. O pedido deve ser feito com base no último Projeto de Lei. Se você ainda não ouviu, fique ligado.


Aparentemente, o Congresso Nacional entendeu que houve casos de desigualdade nos seis primeiros pagamentos de auxílios, já que enquanto a população em geral recebia parcelas de R$ 600, mães solteiras e chefes de família recebiam o dobro.


No entanto, esse mesmo direito não foi estendido aos pais solteiros que também são chefes de família, por isso, para evitar futuros problemas legais, ficou decidido que o Governo Federal deveria fazer até 5 pagamentos de R$ 600, totalizando R$ 3.000, ao grupo de beneficiários. Mas tenha cuidado: O valor muda conforme o caso.


  • Pais solteiros que receberam cinco parcelas de R$ 600 em 2020: pagamento de R$ 3.000;
  • Pais solteiros que receberam quatro parcelas de R$ 600 em 2020: pagamento de R$ 2.400;
  • Pais solteiros que receberam três parcelas de R$ 600 em 2020: pagamento de R$ 1.800;
  • Pais solteiros que receberam duas parcelas de R$ 600 em 2020: pagamento de R$ 1.200;
  • Pais solteiros que receberam uma parcela de R$ 600 em 2020: pagamento de R$ 600.

Como realizar a consulta do auxílio pelo CPF?


Consultar o auxílio emergencial é simples, especialmente porque a forma de verificar se você atende aos critérios do programa permanece a mesma do usado em 2020. Portanto, as partes interessadas devem:


  • Faça uma consulta no site do Ministério da Economia;
  • Digite seus dados pessoais, como CPF, nome completo, mãe (ou verifique a caixa de "mãe desconhecida") e sua data de nascimento;
  • Para finalizar, clique em "Enviar".

Será possível verificar todas as informações sobre o processo de auxílio de emergência assim que a página for carregada. De certa forma, vale ressaltar que os novos pagamentos não consideram as parcelas de R$ 300 em 2020 ou a prorrogação que foi feita em 2021.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem