Conheça 10 sintomas de hepatite e as principais formas de contágio

Imagem: Reprodução/Google


Os sintomas da hepatite geralmente aparecem entre 15 e 45 dias após o contato com o vírus da hepatite, no caso da hepatite viral, o que pode acontecer devido à relação sexual desprotegida, ao compartilhamento de seringas e agulhas, ou ao consumo de água ou alimentos contaminados com o vírus. No caso da hepatite causada por medicamentos, álcool ou doenças autoimunes, os sintomas aparecem à medida que o fígado inflama. Os principais sintomas da hepatite são:


  • Pele amarelada e olhos;
  • Fezes amareladas, cinzas e esbranquiçadas;
  • Urina escura;
  • Dor na barriga superior;
  • Febre baixa constante;
  • Perda de apetite;
  • Sensação frequente ou tontura;
  • Cansaço frequente;
  • Barriga inchada.
  • Dor nas articulações.

Na presença de sinais e sintomas possivelmente indicativos de hepatite, é importante que o clínico geral, hepatologista ou infectologista seja consultado, pois isso pode fazer o diagnóstico e iniciar o tratamento mais adequado, que geralmente envolve repouso, dieta leve e uso de antivirais, em alguns casos.


É importante consultar um médico quando mais de um desses sintomas surge, especialmente se você tem pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras, inchaço na barriga e dor abdominal superior direita. Nesses casos, o médico pode solicitar exames de sangue, ultrassom ou tomografia computadorizada, a fim de avaliar o funcionamento do fígado e verificar sinais de alteração. Saiba mais sobre testes de fígado.


Como obter hepatite


A hepatite pode ser transmitida de várias maneiras e as principais formas de contágio incluem:


  • Contato com sangue contaminado;
  • Contato com fezes com o vírus;
  • Relações sexuais desprotegidas;
  • Consumo de água e alimentos contaminados;
  • Uso de materiais não estéreis para fazer tatuagens, piercings ou para fazer a unha, por exemplo.

Além disso, a hepatite também pode ser consequência do abuso de álcool, drogas ilícitas e medicamentos ou ser consequência de doenças autoimunes. Assim, o tratamento pode variar de acordo com a causa da hepatite, gravidade dos sintomas e forma de contágio, podendo ser indicado pelo médico que a pessoa esteja em repouso, beba muita água e tenha uma dieta equilibrada com pouca gordura. Veja mais detalhes do tratamento para cada tipo de hepatite.


Assista ao vídeo a seguir, no qual a nutricionista Tatiana Zanin conversa com o Dr. Drauzio Varella sobre como prevenir e tratar hepatiteS A, B e C:





Fonte: Tua Saúde

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem