Cefaliv: Veja para que serve e como tomar este medicamento.

Imagem: Reprodução/Google


Cefaliv é um medicamento que contém mesímida de dihidroergotamina, dipira monohidrato e cafeína, que são componentes indicados para o tratamento de crises de dor de cabeça vascular, incluindo ataques de enxaqueca.


Este remédio está disponível nas farmácias, e é necessário apresentar uma receita para comprá-lo.


Como usar


Geralmente, a dosagem desta droga é de 1 a 2 comprimidos assim que o primeiro sinal de enxaqueca surge. Se a pessoa não sentir melhora dos sintomas, pode tomar outro comprimido a cada 30 minutos, até um máximo de 6 comprimidos por dia.


Este remédio não deve ser usado mais de 10 dias seguidos.
Se a dor persistir, o médico deve ser consultado. Conheça outros remédios que podem ser usados para enxaqueca.


Quem não deve usar


O Cefaliv não deve ser utilizado por pessoas com hipersensibilidade a nenhum dos componentes presentes na fórmula, menores de 18 anos, gestantes ou lactantes.


Além disso, esta droga também é contraindicada em pessoas com comprometimento grave das funções hepáticas e renais, que têm hipertensão descontrolada, doenças vasculares periféricas, histórico de infarto agudo do miocárdio, angina pectoris e outras doenças isquêmicas do coração.


Cefaliv também não deve ser usado em pessoas com hipotensão prolongada, sepse após cirurgia vascular, enxaqueca basilar ou hemplégica, ou pessoas com histórico de broncoespasmo ou outras reações alérgicas induzidas por anti-inflamatórios não esteroides.


Possíveis efeitos colaterais


Os efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer com o uso de Cefaliv são náusea, dor ou desconforto no estômago, tontura, sonolência, vômitos, dores musculares, boca seca, fraqueza, aumento da sudorese, dor abdominal, confusão mental, insônia, diarreia, prisão de ventre, dor no peito, palpitações, aumento ou diminuição da frequência cardíaca, aumento ou diminuição da pressão arterial.


Além disso, alterações na circulação também podem ocorrer devido a contrações dos vasos sanguíneos, alterações na regulação do nível de açúcar no sangue, alterações nos níveis de hormônios sexuais, dificuldade para engravidar, aumento da acidez sanguínea, nervosismo, irritabilidade, tremores, contrações musculares, agitação, dor nas costas, reações alérgicas, diminuição das células sanguíneas e piora da função renal.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem