Caixa Econômica libera microcrédito de R$ 1.000 a R$ 3.000 para quem está com nome sujo. Confira detalhes

Imagem: Reprodução/Google


A iniciativa da Caixa Econômica Federal, que pretende incluir mais de 4,5 milhões de brasileiros com empréstimos de R$ 1.000 para pessoas físicas e R$ 3 mil para microempreendedores, já é válida. Para pessoas físicas, o empréstimo máximo será de R$ 1.000, com taxa de juros mensal a partir de 1,95% ao mês com prazo de 24 meses para pagamento.


Para solicitar o empréstimo não vai levar muita burocracia, continuar lendo para entender melhor e finalmente conseguir solicitar o empréstimo.


O empréstimo liberado pela Caixa


Como mencionamos anteriormente, o pedido de empréstimo pode ser feito de forma simples para pessoas físicas, já que a contratação pode ser feita diretamente a partir do aplicativo Caixa Tem, onde será necessário concordar com os termos do empréstimo e depois esperar sete dias para a análise.


No caso de empreendedores individuais, os benefícios que o programa oferece também são incríveis e, neste caso, o microempreendedor pode fazer um empréstimo de até R$ 3.000, com juros de 1,99% ao mês, com prazo de pagamento de até 24 meses.


Além disso, vale ressaltar também que o valor deve ser utilizado para o negócio do trabalhador, ou seja, para aumentar o capital de giro, comprar insums ou mesmo investir em ferramentas, equipamentos e utensílios que favoreçam o aumento da produção da atividade do trabalhador.


Assim, de acordo com dados divulgados pela Caixa Econômica Federal, no momento da contratação, o cidadão deve fazer uma declaração de uso do valor disponível, por meio de formulário em formato de quiz interativo sobre educação financeira e uso consciente do crédito liberado.


Confira as principais informações sobre o lançamento


O crédito de R$ 1.000 ou R$ 3.000 será liberado no prazo de dez dias, contados a partir da data da atualização do cadastro, para que, quando aprovado, o cliente possa contratar o valor e o recurso será imediatamente creditado na conta.


Para pessoas físicas, o valor de R$ 1 mil será liberado automaticamente na conta, porém, para microempreendedores, é indicado que procure uma agência da Caixa Econômica Federal para solicitar a liberação do valor.


Além disso, o cidadão com nome sujo também pode solicitar um empréstimo de R$ 1.000 ou R$ 3.000 e terá acesso ao dinheiro mesmo estando em processo de análise de crédito pelo Serasa ou SPC, mas neste caso também deve ser feita uma declaração das despesas que serão feitas com o empréstimo através do formulário.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem