Caixa Econômica Federal libera saque total de R$1.000 para desempregados; Confira como sacar

Imagem: Reprodução/Google



O saque extraordinário do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) está sendo liberado gradualmente para milhões de trabalhadores com saldo disponível em suas contas ativas e inativas do fundo. Os valores podem chegar até R$ 1 mil.


Segundo a Caixa, mais de 40 milhões de pessoas em todo o país poderão fazer o trabalho, incluindo os desempregados. O único requisito para poder resgatar os valores é ter dinheiro disponível para dinheiro do Fundo de Garantia.


Estou desempregado, como sacar até R$ 1 mil na CAIXA?


Como mencionado anteriormente, as regras para liberação do saque de até R$ 1.000 do FGTS apontam que todos os brasileiros com saldo em contas vinculadas ao órgão podem sacar. A regra se aplica tanto àqueles que têm emprego (contas ativas) quanto àqueles que trabalharam (contas inativas).

Portanto, independentemente da situação em que o cidadão esteja, empregado ou não, a única obrigação de fazer o saque extraordinário do FGTS é ter saldo nas contas do Fundo de Garantia.


Vale lembrar que o saque será limitado a R$ 1 mil, embora os cidadãos tenham um valor maior no FGTS. No caso daqueles em que o saldo for menor, eles terão um saque proporcional.


Para saber quanto estará disponível basta fazer uma consulta no aplicativo da agência ou no site da Caixa.


Aqui está o cronograma:


  • Nascidos em janeiro: 20 de abril
  • Nascido em fevereiro: 30 de abril
  • Nascido em março: 4 de maio
  • Nascido em abril: 11 de maio
  • Nascido em maio: 14 de maio
  • Nascido em junho: 18 de maio
  • Nascidos em julho: 21 de abril
  • Nascido em agosto: 25 de abril
  • Nascido em setembro: 28 de abril
  • Nascido em outubro: 1 de junho
  • Nascido em novembro: 8 de junho
  • Nascido em dezembro: 15 de junho


Como pedir a mesma saída de desempregado?


Você não precisará solicitar o saque, pois o dinheiro será disponibilizado automaticamente na conta do trabalhador na Caixa Tem. Mas se o beneficiário não tiver conta no aplicativo, a Caixa Econômica abrirá uma em nome do trabalhador.


Por outro lado, nos casos em que o trabalhador tiver os dados incompletos com o Fundo de Garantia, será necessário acessar o aplicativo do órgão para concluir as informações e solicitar a liberação dos recursos. Veja como realizar o procedimento:


  • Acesse o aplicativo do FGTS, disponível para Android e iOS;
  • Se o sistema informar a necessidade de solicitar a decolagem, toque na opção Solicitar no botão laranja;
  • Feito neste local, clique em "Confirmar" para autorizar a abertura da conta poupança social da Caixa em seu nome. Essa é a única opção para receber os recursos do FGTS;
  • A seguinte mensagem aparecerá: "A Caixa processará a solicitação e, se estiver tudo certo, o valor será creditado em sua conta."

Eu tenho que desenhar?


Não. O dinheiro é opcional para o trabalhador, ou seja, caberá a ele resgatar o dinheiro ou não. Caso o cidadão não tenha interesse em fazer o saque, deverá informar a decisão por meio do aplicativo do FGTS ou das agências da Caixa.


Mesmo que o crédito tenha sido feito na Conta Poupança Social Digital, o trabalhador ainda pode optar por desfazer o crédito automático, basta acessar os canais mencionados até 10 de novembro.


No entanto, vale ressaltar que só é possível não movimentar os valores após serem creditados. Acontece que, a partir de 15 de dezembro, os recursos serão devolvidos à conta do FGTS, devidamente corrigidos.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem