Banco do Povo oferece empréstimo de até R$ 21 mil para MEI; veja regras

Imagem: Reprodução/Google


O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, em parceria com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), lançou o programa Empreenda Rápida. Com ele, o Banco do Povo oferece empréstimos de até R$ 21 mil para MEI.


A possibilidade é válida desde julho de 2019. Assim, o programa visa atender o empreendedor para melhorar sua competitividade com o mercado, formar profissionais e oferecer microcrédito.


Empréstimo de até R$ 21 mil para MEI: Veja como participar


O programa Empreenda Rápido busca a inclusão produtiva de desempregados em São Paulo, com formação empreendedora, qualificação técnica, inovação e produtividade, financiamento e microcrédito, formalização e desburocratização e acesso ao mercado.


Por meio do endereço eletrônico, todos os clientes poderão acessar e se inscrever nos cursos disponíveis, onde receberão certificados após a conclusão. Após a apresentação do certificado, os clientes terão acesso a linhas de crédito (empréstimos) com condições diferentes. Verificar:


Formal (MEI, ME, PPE, EIRELI e LTDA): pode solicitar créditos que variam entre R$ 200,00 e R$ 21.000,00, com taxas de juros entre 0,35% e 0,8% ao mês 1% da lei do TSF.


Assim, as linhas de financiamento disponibilizadas através do Banco do Povo Paulista, com presença em 480 municípios do Estado de São Paulo ou através do Sebrae – SP, são para egressos do Programa Super MEI, com apoio da Desenvolve SP.


Os pedidos, no entanto, estarão sujeitos à análise de crédito e não poderão conter restrições cadastrais.


Sobre o Banco do Povo de São Paulo


O programa de microcrédito produtivo é desenvolvido pelo Governo do Estado de São Paulo, em conjunto com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, para promover o desenvolvimento socioeconômico e criar oportunidades.


De acordo com a descrição em seu site, o Banco do Povo tem a menor taxa de juros praticada pelas instituições financeiras do país.


Credita valores para capital de giro e investimento fixo, como a compra de bens, matérias-primas, equipamentos, veículos, máquinas, ferramentas e itens para publicidade e divulgação do empreendimento.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem