Atenção! Auxílio Emergencial deve ser pago a milhares de pessoas este mês. Confira valores

Imagem: Reprodução/Google


O Ministério da Cidadania pode liberar uma parcela extra do Auxílio Emergencial para cerca de 459.000 chefes de família. Em janeiro, mais de 823 mil homens que cuidam de crianças menores de idade receberam entre R$ 600 e R$ 3.000, e agora o restante do grupo deve ter acesso ao dinheiro.


Esses valores referem-se à parcela dupla de R$ 1.200 paga às mães sozinhas em 2020, que não foi recebida pelos pais que estavam na mesma situação. O Congresso Nacional corrigiu a distorção e derrubou o veto que impedia os pagamentos a esses homens.


A expectativa é que o resto das famílias de pais solteiros recebam assistência de emergência retroativa nas próximas semanas. Referem-se às cinco primeiras parcelas do programa, que terminam em outubro de 2021.


Quem tem direito?


O retroativo será liberado apenas para aqueles que receberam pelo menos uma das cinco primeiras parcelas pagas pelo programa. Veja todos os requisitos:


  • Foram registrados como guardiões da família;
  • Receberam R$ 600 de Auxílio Emergencial entre abril e agosto de 2020;
  • Não ter um cônjuge ou companheiro; e
  • Ser responsável por pelo menos uma criança ou adolescente menor de 18 anos.

O benefício pode ser consultado através do site da Dataprev, o mesmo utilizado durante a duração do programa. Basta inserir os dados pessoais para ter acesso às informações.


Valor do auxílio retroativo


Cada pai solo terá direito a um valor diferente, com base no mês em que foi aprovado para receber o auxílio. Confira quais serão esses valores:


  • Começou a receber em Abril: R$ 3.000;
  • Começou a receber em Maio: R$ 2.400;
  • Começou a receber em Junho: R$ 1.800;
  • Começou a receber em Julho: R$ 1.200;
  • Recebido apenas em Agosto: R$ 600.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem