13º salário do Auxílio Brasil: Quando vai ser pago? Qual o valor? Quem recebe? Confira

Imagem: Reprodução/Google


Os beneficiários da Ajuda Brasileira aguardam a concessão do 13º salário prometido pelo presidente Jair Bolsonaro. A proposta foi apresentada por ele durante sua campanha eleitoral, reforçada ainda em 2021, quando lançou a nova versão do Bolsa Família. Abaixo, entenda se o subsídio será concedido.


A Auxílio Brasil está em operação desde o final de 2021 e até agora não teve uma definição sobre a concessão de seu 13º salário. O pagamento extra havia sido anunciado por Bolsonaro, sob a declaração de que investiria no desenvolvimento de famílias de baixa renda.


Quando será pago o 13º Salário do Auxílio Brasil?


A previsão é que o subsídio seja concedido em Dezembro. No entanto, até agora não houve sanção do texto que o regulamenta. Ou seja, o governo ainda não aprovou a liberação de recursos, mesmo sob falsas promessas.

Em geral, atualmente, o pagamento do 13º salário do Auxílio Brasil nada mais significa nada além de uma promessa eleitoral, usada por Bolsonaro como estratégia para garantir popularidade entre cidadãos vulneráveis que dependem do projeto.


Com o 13º salário fora, atualmente o projeto vem concedendo o pagamento dos seguintes subsídios:


Benefício de Primeira Infância: para famílias com crianças até 3 anos incompletas. O valor é de R$ 130 por criança, limitado a 5 benefícios por família.

Benefício de Composição Familiar: para famílias grávidas, lactantes ou pessoas de 3 a 17 anos, ou de 18 a 21 anos matriculadas na educação básica. O valor é de R$ 65 por membro, limitado a 5 benefícios por família.

Benefício de Superação da Pobreza Extrema: para famílias com renda por pessoa inferior ou igual a R$ 105, mesmo após a soma dos benefícios acima. O valor é calculado caso a caso, e a família recebe os recursos necessários para superar a linha de pobreza extrema por pessoa. Não há limitações no número de membros da família.

Assistência Esportiva Escolar: para alunos de 12 a 17 anos, membros de famílias beneficiadas pelo programa, que ganham até o terceiro lugar em competições oficiais do sistema de Jogos Escolares Brasileiros, em nível nacional, distrital ou estadual. São pagas 12 parcelas mensais de R$ 100 ao aluno e parcela única de R$ 1.000 para a família.

Bolsa de Iniciação Científica Júnior: para alunos de famílias que fazem parte da Auxílio Brasil que se destacaram em competições acadêmicas e científicas, em todo o país, vinculados aos temas da educação básica.

São 12 parcelas mensais de R$ 100 para o aluno e uma parcela única de R$ 1.000 para a família.

Auxílio à Criança Cidadã: concedido às famílias que recebem o Brazil Aid que tenham crianças de 0 a 4 anos incompletas. O benefício é pago diretamente às creches autorizadas. O valor mensal será de R$ 200 para crianças matriculadas em turno parcial e R$ 300 para crianças em tempo integral.

Auxílio à Inclusão Produtiva Rural: pago às famílias que recebem o Brazil Aid que tenham agricultores familiares em sua composição. O valor mensal é de R$ 200. Limitado a um auxílio por família ou por pessoa.

Assistência à Inclusão Produtiva Urbana: paga às famílias atendidas pelo Brazil Aid que comprovem vínculo empregatício com carteira assinada de um de seus membros. O valor mensal é de R$ 200. Limitado a um auxílio por família ou por pessoa.


Principais regras para recebimento de valores do Auxílio Brasil


  • Se a renda mensal por pessoa for de até R$ 105 (extrema pobreza), a entrada no programa pode acontecer mesmo que a família não tenha filhos ou adolescentes.
  • Se a renda por pessoa for de R$ 105,01 a R$ 210 (situação de pobreza), a entrada no programa só acontece se a família tiver, em sua composição, gestantes, crianças ou adolescentes.
  • Se o cidadão estiver em uma dessas situações, poderá receber o Auxílio Brasil mesmo que trabalhe com carteira assinada, seja um microempreendedor individual (MEI) ou se tiver qualquer outra renda.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem