O Wi-Fi 6 já uma realidade: Fique por dentro dessa nova tecnologia

Imagem: Reprodução/Google


A internet superou as expectativas quanto à necessidade de comunicação humana, se antes de uma declaração levava horas para chegar a uma pessoa da mesma cidade, hoje é possível conversar com alguém do outro lado do mundo. 


As mídias sociais, os e-commerces e as inúmeras possibilidades no ambiente digital aumentaram a demanda por melhoria de conexão. Em diversas atividades profissionais qualidade e rapidez são indispensáveis, buscando garantir processos eficientes. 


Com capacidade de processamento de 6,9 gb/s o 5G continua sendo a melhor opção do mercado, mas o 6G que ainda passará por alguns ajustes pode processar 9,6 gb/s.

A versão foi lançada em setembro de 2019 e se destacou pelos grandes avanços e velocidade nas pesquisas envolvendo inúmeros testes. Seu grande diferencial é encontrado no OFDMA (Orthogonal Frequency Division Multiple Access), um sistema que divide um único sinal em 30 dispositivos diferentes. 


Como funciona o Wi-Fi 6 e quando seus recursos estarão disponíveis? 


Reforçando, a vantagem da divisão de frequências é explicada pela ferramenta de tecnologia mu-mimo (Multi User MIMO), responsável pelo encaminhamento da energia necessária. 


Se alguém está baixando uma música usando a mesma rede de dados que outra pessoa assistindo a um vídeo, o consumo de bateria não está sobrecarregado. Esta otimização é definida como Target Wake Time. 


Finalmente, a criptografia WPA 3 aprimorada ajuda a prevenir ataques de servidores e fortalece outros códigos de segurança usados na internet. 


A Anatel e outros órgãos públicos já discutiram a possibilidade de trazer a novidade para o país, porém, a melhoria do 5G ainda é uma urgência. O MCTI (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações) ressalta que a partir de 2030 essa mudança se tornará uma prioridade do Governo.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem