Novo RG terá código MRZ; O que ele faz na prática? Entenda

Imagem: Reprodução/Google


A nova carteira de identidade foi redesenhada e agora será emitida com novos elementos. O novo RG terá o mesmo número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), novas ferramentas de segurança, dados extras do indivíduo, bem como o chamado "código MRZ".


O que é o código MRZ e o que ele faz?


Para quem não sabe, o código MRZ - zona legível por máquinas - é usado em documentos oficiais de viagem, como passaportes. Para isso, é possível ter acesso a vários dados do titular.


E essas informações só podem ser lidas por máquinas específicas. Nesse sentido, o novo RG pode até ser usado em viagens internacionais.


Mas tenha cuidado: o documento não substituirá o passaporte tradicional. O que acontece é que a nova carteira de identidade só pode ser usada em países do Mercosul.


Onde emitir a nova ID?


O novo RG continuará sendo emitido pelas Secretarias de Segurança Pública dos estados. A transição do documento como o conhecemos hoje acontecerá gradualmente. Isso porque o governo deu até 6 de março de 2023 para que os órgãos responsáveis se adequassem às mudanças.


Devo mudar o documento o mais rápido possível?


A resposta é não! Os cartões de identificação de hoje continuarão válidos por mais 10 anos mesmo após o lançamento do novo RG. O documento só deve ser atualizado de acordo com a faixa etária do indivíduo.


Para quem tem até 12 anos, a renovação está prevista a cada 5 anos. Entre 13 e 60 anos, o prazo aumenta para 10 anos. E, finalmente, cidadãos com mais de 60 anos poderão escolher se renovam ou não o documento sem qualquer obrigação.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem