Inscrições abertas para benefício de R$ 1.000; Veja como participar

Imagem: Reprodução/Google


Empreendedores indiretos em situação de vulnerabilidade podem participar do novo programa do Governo de São Paulo, batizado de Bolsa Popular Empreendedora. Ao todo, são oferecidas 130 mil vagas para moradores do estado.


A ação ocorre sob a gestão da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e está estruturada em 3 pilares, entre eles:


  • Curso de qualificação empreendedora;
  • Formalização como Microempreendedor Individual (MEI);
  • Pagamento de auxílio-outorga no valor de R$ 1.000, dividido em 2 parcelas de R$ 500.

Em suma, o programa é perfeito para quem quer ter um pequeno negócio, formalizar ou crescer em alguma área.
Podem participar trabalhadores informais e desempregados, sendo prioritários: mulheres, jovens, pessoas de baixa renda, negros, pardos, indígenas ou pessoas com deficiência (PCD).


Quais são os critérios de participação?


Para se candidatar e concorrer a uma vaga, o cidadão interessado deve:


  • Para ser alfabetizado;
  • Ter 18 anos ou mais;
  • Estar desempregado ou atuar como MEI;
  • Resida no Estado de São Paulo.

Como participar do programa e receber o auxílio de R$ 1.000


As inscrições para o Bolsa Empreendedor acontecem entre março e setembro no site Bolsa do Povo. Em geral, os cursos serão oferecidos entre abril e outubro de 2022.


Mensalmente, os candidatos selecionados serão informados por e-mail ou SMS e convidados a participar do programa no mês seguinte. Aqueles que se inscreverem, mas não forem chamados, serão encaminhados para a lista de espera.


Cursos voltados ao empreendedorismo são oferecidos em parceria com o Sebrae, por meio do Programa Empreenda Rápido. Duram 1 semana, com uma carga média total de 10 horas. Além disso, os módulos podem ser realizados em formato 100% online.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem