Eleições 2022: Está com alguma pendência no seu título de eleitor? Veja como regularizar

Imagem: Reprodução/Google


As eleições de 2022 estão cada vez mais próximas. Esta é uma nova chance para os eleitores contribuírem para a escolha dos novos representantes do país. Mas para fazer isso, você tem que ser baseado em problemas políticos, começando com o título de eleitor. 


Para que a situação eleitoral seja regular, o cidadão não pode se encaixar em nenhum cenário de cancelamento, o que significa faltar à revisão do eleitorado. Outro impedimento é ter os direitos políticos suspensos, o que geralmente acontece por condenação penal definitiva, anulação da naturalização por juízo final, improbidade administrativa, conscrição e várias outras causas. 


Em geral, para ter a quitação eleitoral é necessário estar disponível, ou pelo menos ter justificado as ausências e atendido aos chamados da Justiça Eleitoral. Essas convocações visam ampliar o leque de mesários na eleição. No caso de multas, é essencial que todas elas tenham sido pagas.


Destacando que, em caso de multas eleitorais por ausência no dia da votação ou trabalho eleitoral como um todo, o cidadão deve emitir um boleto para pagamento no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) através do serviço "Consulta de Débitos Eleitorais" e, em seguida, na opção "Quitação de multas".


Mas quando se trata de registro de eleitor, a regularização deve ser feita até 4 de Maio. A data é o prazo tanto para regularizar a situação quanto para emitir a primeira via do documento.


A data está prevista no calendário eleitoral da eleição de 2022, que marca a véspera do encerramento do Cadastro Eleitoral, medida essencial para a organização dos votos em outubro.


Para tirar o título de eleitor não é mais necessário ir a um cartório eleitoral. Agora, todo o processo pode ser feito sem sair de casa, basta acessar o portal do TSE, mais precisamente, a plataforma Net Title, que pode ser acessada tanto pelo computador, tablet quanto pelo celular.


Mais tarde basta clicar na opção "Eu não tenho" e depois "Título de Eleitor". Finalmente, você precisará preencher todo o formulário com informações pessoais, como nome completo, endereço de e-mail, número de identificação, local e data de nascimento. 


Em seguida, o candidato ao título deve anexar pelo menos quatro fotos à inscrição para comprovar a identidade. A primeira deve ser uma selfie segurando alguma  receita oficial. Os dois próximos devem ser da própria documentação utilizada para comprovar a identificação da primeira foto. Por fim, a terceira imagem deve ser de comprovante de residência.

1 Comentários

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem