Auxílio Emergencial retroativo: Saiba como consultar e sacar

Imagem: Reprodução/Google


Uma parcela retroativa do auxílio emergencial foi paga em janeiro para cerca de 823,4 mil beneficiários do programa. Cada um deles pode sacar entre R$ 600 e R$ 3 mil, de acordo com o mês em que recebeu a primeira cota da iniciativa.


O grupo é composto por chefes masculinos de famílias de pais solteiros que cuidam de pelo menos um filho menor sozinhos, ou seja, sem a ajuda de um cônjuge ou companheiro. Esse pagamento retroativo visa reparar um erro cometido em 2020, quando o benefício foi criado.


Na ocasião, as mães sozinhas puderam receber duas cotas, totalizando R$ 1.200 por mês. O presidente Jair Bolsonaro vetou a dupla liberação para pais que estavam na mesma situação, mas o Congresso Nacional decidiu derrubar a proibição.

Consulta de assistência de emergência retroativa


Os valores podem ser consultados no mesmo portal utilizado durante o pagamento do benefício. Confira o passo a passo:


  • Acesse o site da Dataprev;
  • Digite os dados solicitados (CPF, nome completo e nome da mãe);
  • Verifique a opção "Mãe Desconhecida" se você não sabe o nome da mãe;
  • Digite a data de nascimento;
  • Clique em "Enviar".

Quem entrou no programa já no primeiro mês poderá sacar R$ 3 mil retroativos do auxílio emergencial, o equivalente à diferença entra nas cinco primeiras parcelas pagas às mães sozinhas. Quem começou a receber no segundo mês ganha R$ 2.400, e assim por diante.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem