Auxílio de R$ 1.000 liberado pelo Presidente Jair Bolsonaro tem inscrições abertas. Confira como solicitar

Imagem: Reprodução/Google


Na Segunda-Feira, 28 de Março, começou oficialmente o Sim Digital, programa de crédito digital criado pela Caixa Econômica Federal, cujo objetivo é permitir que certos grupos de pessoas obtenham um empréstimo de crédito digital.


A ideia inicial do programa, implementado por Medida Provisória editada pelo Palácio do Planalto há algumas semanas, é que ele possa contemplar pessoas com empréstimos com juros baixos, para ajudar a alavancar seus projetos e negócios.   Para se ter uma ideia, as pessoas físicas poderão emprestar até R$ 1.000. Para não comprometer muito o orçamento dessas pessoas, os juros e taxas serão no máximo 1,95% ao mês.


Mas o que mais acabou atraindo a atenção das pessoas no caso do crédito digital para pessoas físicas é o fato de que mesmo aqueles com nome negativo poderão emprestar. A Caixa Econômica Federal afirma que ser negativa não é algo que impeça a pessoa de conseguir contratar crédito digital. Portanto, quem é negativo e precisa de dinheiro para apagar algum fogo pode se beneficiar do programa.


Além disso, a facilidade com que as pessoas podem obter esse tipo de empréstimo também chamou a atenção. Pessoas físicas podem contratar esse empréstimo diretamente junto à Caixa Tem, aplicativo do governo que a população já conhece bem por causa do auxílio emergencial e saídas do FGTS.


A pessoa poderá solicitar o empréstimo através do aplicativo. Basta colocar todos os dados necessários. Se o crédito for aprovado, o dinheiro será diretamente para o sistema Caixa Tem. Dessa forma, a pessoa não precisa sair de casa e ir a uma agência da Caixa para contratar o empréstimo.


Outro grupo que também será contemplado por esse programa são os empreendedores. Nesse caso, a ideia é ajudar a alavancar os MEIs, para que essas pessoas tenham mais incentivos quando se trata de empreendedorismo.


Para isso, o microempreendedor precisa receber lucros de seu MEI há pelo menos 12 meses. Há também um limite de lucro anual que a microempresa pode ter para poder contratar essa linha de crédito digital. Se o microempreendedor se adequar às condições exigidas, basta ir a uma agência da Caixa e contratar o empréstimo.


No caso dos proprietários do MEI, o empréstimo pode chegar a até R$ 3.000, com juros mensais de 1,99%. Além disso, esse dinheiro pode ser pago em até 24 vezes, fazendo com que o pagamento não comprometa os rendimentos da empresa.


Vale ressaltar ainda que, ao contrário das pessoas físicas, os microempreendedores terão que ir a uma agência da Caixa, uma vez que a Caixa Tem ainda não foi atualizada com o empréstimo para microempresas, algo que ainda será feito.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem