País terá novo modelo de CNH; Confira o que deve mudar no documento

Imagem: Reprodução/Google


O ano é uma das mudanças para o cidadão. Assim como o governo federal anunciou um novo modelo de RG a ser instituído até 2023, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran), por meio da Resolução nº 886, publicada em 13 de dezembro de 2021, anunciou o novo modelo da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).


A nova CNH entrará em vigor a partir de 1º de junho deste ano. Saiba mais sobre o que muda com o novo formato.


Por que a CNH vai mudar?


De acordo com o comunicado oficial do Contran, o motivo da mudança é aproximar o formato do documento dos modelos existentes em padrões internacionais, além de trazer recursos mais modernos e proporcionar maior segurança de dados para o cidadão. O QR Code presente nos modelos antigos, emitidos a partir de 2017, será mantido.


O que muda na nova CNH?


As mudanças instituídas no novo formato de documento vão desde a aparência visual até novos recursos. Uma das principais é a classificação dos veículos em 14 categorias diferentes, que serão dispostas na parte de trás do documento, visualmente, através de ícones ilustrativos, seguida pela letra correspondente à categoria em que o motorista se encaixa (A, B, C e D).

A combinação de códigos seguirá o padrão europeu, especificando mais profundamente qual tipo de carro o motorista é capaz de dirigir. O Contran ainda dará mais detalhes sobre a classificação.


Em relação ao visual, a nova CNH traz algumas mudanças:


  • Identificação: será possível identificar de forma mais clara e rápida se o motorista possui uma licença provisória ou definitiva, identificada pela letra P e D, respectivamente, claramente visível no documento;
  • Cores: o novo modelo terá verde e amarelo como cores predominantes, além de gráficos coloridos para dificultar a falsificação;
  • Possibilidade de uso internacional: no lugar da sigla correspondente ao estado de emissão, a CNH passará a conter a sigla BR, além de oferecer a possibilidade de ser impressa em francês ou inglês;
  • Válido como documento de viagem: o novo modelo agora contém o código internacional usado em passaportes, apresentando-se como documento válido para embarque nos terminais aeroportuários;
  • Versão digital opcional: o motorista pode escolher a versão digital, impressa ou ambas;
  • Nome social: motoristas que assim desejarem, podem incluir na nova CNH o nome social e a filiação afetiva, desde que de acordo com o cumprimento legal.

Em geral, as mudanças indicam uma evolução no formato do documento e prometem tornar a CNH mais tecnológica, prática e versátil em termos de funcionalidade e instrumento de identificação.


Como emitir a nova CNH?


Mesmo que o documento seja válido a partir de 1º de junho deste ano, quem já possui a CNH dentro do prazo de validade não precisará fazer a troca imediatamente.


A mudança acontecerá gradualmente à medida que os motoristas renovarem seus documentos ou solicitarem uma segunda rota. Até lá, o modelo antigo continua sendo válido normalmente.


Quando chegar a hora da emissão, o motorista pode emitir o documento pessoalmente ou online, através de um procedimento que ainda será confirmado pelo Contran.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem