O que é e como solicitar o salário-família do INSS? Veja aqui.

Imagem: Reprodução/Google


Existe um benefício no INSS que é chamado de salário família, é uma transferência que os trabalhadores recebem de acordo com o número de filhos que têm, enteados ou menores que estão sob sua tutela também entram como familiares.


Para ter acesso ao benefício, menores de 14 anos devem ter menos de 14 anos, a menos que tenham alguma deficiência comprovada pelo INSS. Neste caso, não há limite de idade.


Aposentados com filhos menores de 14 anos também podem ter acesso ao benefício, mas para isso o homem ou mulher deve ter mais de 65 e 60 anos de idade.


Como solicitar o salário-família?

O salário familiar pode ser solicitado diretamente ao empregador se o trabalhador tiver carteira assinada, mesmo os empregados domésticos podem solicitar. Por outro lado, os trabalhadores a um único podem reivindicar benefícios do sindicato ou órgão responsável pela gestão de sua força de trabalho.


Aposentados e trabalhadores que recebem benefícios previdenciários, auxílio-doença, aposentadoria por invalidez ou idade rural, podem solicitar o benefício no próprio INSS.


Documentos necessários para reivindicar o benefício

Para solicitar o salário familiar, você precisará dos seguintes documentos:


  • Documento de identidade com foto e número do CPF;
  • Prazo de incapacidade preenchido;
  • Certidão de nascimento de cada caderneta de vacinação dependente ou equivalente a dependentes até 6 anos de idade;
  • Comprovante de frequência escolar de dependentes de 7 a 14 anos de idade.

 

As pessoas que recebem aposentadoria ou algum outro benefício previdenciário e desejam solicitar o salário família, devem apresentar um requerimento ao INSS que esteja disponível no site do Ministério do Trabalho e Previdência Social, bem como o termo de responsabilidade mencionado acima.


O benefício precisa ser renovado a cada ano, e é obrigatório apresentar a carteira de vacinação de dependentes de até 6 anos de idade.


A frequência escolar de crianças entre 7 e 14 anos, também precisa ser comprovada a cada 6 meses, nos meses de maio e novembro. A declaração deve ser disponibilizada pela escola. Caso o beneficiário perca o período de renovação, o benefício será suspenso até que o reajuste seja feito.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem