Novo RG vai substituir a CNH? Veja as mudanças

Imagem: Reprodução/Google

Sempre que uma pessoa sai de casa, geralmente escolhe qual documento ela vai levar com ela para que ela não tenha que carregar muitas coisas. Na maioria dos casos, leva o RG ou cnh, muitas vezes dando preferência ao último.


O motivo é que a CNH pode ser apresentada na maioria dos locais que exigem que o RG seja apresentado, principalmente porque, assim como o RG, a CNH é um documento com foto.


Outro fator que deixa as pessoas mais interessadas em andar com a CNH e deixar o RG de lado é o fato de que o RG não pode ser apresentado no lugar da CNH, apenas a CNH no lugar do RG, por isso sair do carro e deixá-lo em casa nunca é uma opção. Mas o RG está prestes a mudar, e muitas pessoas estão alegando que agora eles podem ir para optar pelo RG.

O governo até anunciou a mudança que acontecerá com o RG, deixando claro que a ideia por trás dessas mudanças é unificar os dados de cada pessoa, tornando o RG um documento mais moderno, sem a necessidade de outros.


O governo diz que isso ajudará no combate aos golpes, e a responsabilidade por tudo isso será com a secretaria de segurança pública de cada lugar. E neste caso, eles têm exatamente 1 ano para que tudo seja mudado, com a data expirando em março do próximo ano. E, claro, as pessoas também só têm essa data para estar com o novo documento e dentro da lei.


O documento até mudará de nome. Atualmente é chamado de Registro Geral, mas será renomeado como Carteira Nacional unificada de Identidade. O nome por si só lhe dá uma ideia do que este documento fará, juntando dados de vários outros documentos em um. Para que a pessoa possa sair de casa com apenas um.

O próprio número da identificação desaparecerá. O número que será válido será o do CPF, que aparecerá no novo documento. E além do seu número de CPF, você também poderá encontrar um QR Code, que será como se fosse um mecanismo que serve para autenticar o documento. Vale lembrar também que para emitir este documento a pessoa não precisará pagar nada.


Mas o próprio governo já avisou que as pessoas não devem parar de usar a CNH quando saem de casa de carro. O novo documento não será aceito pela polícia nas paradas, e a pessoa ainda terá que apresentar o documento tradicional. Portanto, o novo RG não substituirá a CNH. Ambos serão extremamente necessários no dia-a-dia e no dia-a-dia.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem