FGTS: 40 milhões de trabalhadores têm de R$ 500 a R$ 1000 a receber do governo. Saiba mais

Imagem: Reprodução/Google


A nova fase de saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) está próxima. Segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes, aproximadamente 40 milhões de trabalhadores com saldo no fundo terão a oportunidade de resgatar valores entre R$ 500 e R$ 1 mil.


A medida visa injetar recursos na economia e socorrer financeiramente pessoas que precisam de dinheiro rápido para pagar em atraso. Isso permitirá uma melhora na situação de quem está inadimplente, mas tem dinheiro no FGTS.


"Existem várias iniciativas que podemos ter até o final do ano que devem ajudar a economia a crescer. Podemos mobilizar recursos do FGTS também, porque são fundos privados", disse o ministro.


FGTS para pagamento de dívidas


Em nota sobre a nova apostila do FGTS, o ministro Paulo Guedes ressaltou que os recursos são do próprio trabalhador. Portanto, o único requisito para o saque seria ter dinheiro disponível em uma conta vinculada. Somente aqueles que não tiverem valores disponíveis no fundo ficarão de fora das liberações.


Espera-se que a nova comissão seja liberada assim que a Medida Provisória for assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL). E para agilizar as transferências para o trabalhador, a Caixa Econômica Federal será o banco responsável pelos pagamentos.


Interessados em adiantar o novo saque podem consultar o saldo do fundo através do aplicativo do FGTS, disponível para download em celulares Android e iOS.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem