CNH Digital: Confira como fazer a transferência do veículo através do aplicativo.

Imagem: Reprodução/Google



Como as funcionalidades da CNH Digital são diversas, e agora tem chamado a atenção pela possibilidade de transferência de veículos. Regulamentada em 2017, a nova versão eletrônica do documento tornou-se popular entre os motoristas.


O amplo suporte está relacionado às recentes melhorias na plataforma, que removeu esse aspecto de que era apenas uma versão digital do documento impresso, com o poder de evitar multas por não levar o documento físico. Agora, a aplicação da CNH Digital da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran), oferece os seguintes serviços:


  • Junta de todos os documentos do veículo;
  • Consultas de procedimentos relacionados a multas e documentos em si;
  • Transferência de veículos.


E é justamente esse recurso que tem se destacado. A previsão é que a transferência de veículos pela CNH Digital seja liberada até o final de Março.


Na verdade, é importante mencionar que esse processo de transferência de propriedade já poderia ser feito pelo aplicativo, mas não totalmente. Era necessário que algumas etapas fossem realizadas pessoalmente ou que uma série de documentos fossem impressos e autenticados.


Agora, todas as etapas serão inteiramente digitais, impedindo que o motorista vá ao notatório. O único procedimento que deve ser mantido nestes moldes é a inspeção do carro.


Alguns requisitos necessários para a transferência de veículo pela CNH Digital já foram divulgados, como a necessidade de o comprador e vendedor terem cadastros no Gov.br. Além disso, é crucial que toda a documentação do carro já tenha sido digitalizada.


Apesar da novidade, o aplicativo oferece serviços que vão muito além e que podem ser extremamente viáveis para os motoristas.

Eles são:

  • Dados de identificação do motorista, como nome completo, CPF, endereço, etc.;
  • Habilitação de dados, como registro, Renach, categoria, validade, etc.;
  • Registros de pedidos de Autorização Internacional de Condução e qualificação estrangeira, se houver;
  • Bloqueios ativos na CNH;
  • Foto do motorista usado no documento.

Vale ressaltar sobre a possibilidade de salvar e compartilhar o documento de habilitação com outros e aplicativos, entre a alternativa de retirar o documento da carteira.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem