Auxílio Brasil: Confira quem terá direito ao Benefício Extraordinário em Março.

Imagem: Reprodução/Google


Nas últimas semanas, muito tem sido dito sobre o Benefício Extraordinário pago pelo governo federal. Algumas pessoas ficaram confusas, acreditando que ele está preso em um novo programa social, mas não é bem isso. Nada mais é do que um valor extra pago exclusivamente aos beneficiários do Brazil Aid.


Após o lançamento da substituição do Bolsa Família, em novembro de 2021, o Ministério da Cidadania anunciou que cada família receberia pelo menos R$ 400 depois. Em Dezembro, a publicação da Medida Provisória nº 1.076 no Diário Oficial da União possibilitou que isso se tornasse realidade.

O texto da MP instituiu o Benefício Extraordinário entre os meses de janeiro a dezembro de 2022, garantindo que todas as famílias ganhem pelo menos R$ 400. Isso significa que o pagamento pode até exceder esse valor, mas nunca fica abaixo dele.


Como funciona o Benefício Extraordinário?


Todas as famílias que recebem menos do que o nível mencionado ganham um suplemento mensal para alcançá-lo.
Ou seja, se o beneficiário do Auxílio Brasil tiver direito a R$ 250 mensais, seu Benefício Extraordinário será de R$ 150 para que ele atinja os R$ 400 prometidos


"A garantia do repasse mínimo de R$ 400 é essencial para minimizar as consequências econômicas e sociais da pandemia Covid-19. Além disso, o Auxílio Brasil é um programa social robusto, com atenção em diversos níveis e provisão de trilhas de emancipação para que os beneficiários tenham formas de alcançar a independência e melhorar sua qualidade de vida", disse o ministro da Cidadania, João Roma.


Para ter direito ao complemento, basta estar inscrito no programa social e atender a todos os critérios de elegibilidade, como ter cadastro ativo no CadÚnico e renda per capita de até R$ 210.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem