Atenção aposentados e pensionistas! Veja quem pode receber o auxílio de R$ 606 liberado pelo INSS

Imagem: Reprodução/Google

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) paga mensalmente um auxílio no valor de meio salário mínimo (R$ 606) para muitos cidadãos. As transferências visam promover a inclusão de um grupo específico de brasileiros no mercado de trabalho.


O auxílio-inclusão atende aos beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC), administrado pelo instituto. Para receber, o usuário deve conseguir um emprego com carteira assinada.


O valor do auxílio corresponde a 50% do valor recebido no BPC, que é de um salário mínimo por mês. Quando consegue um emprego formal, o cidadão deixa de fazer parte do programa assistencial e começa a receber a ajuda-inclusão.


As transferências atuam como uma espécie de incentivo para entrar ou retornar ao mercado. Caso o beneficiário perca o emprego, poderá retornar à folha de pagamento do BPC sem ter que passar por todo o processo novamente.


Regras de inclusão de auxílios

Como mencionado, o acesso à inclusão de apoio é exclusivo para pessoas que recebem o BPC do INSS. Para entrar no programa, os critérios de elegibilidade são:


  • Ter mais de 65 anos ou ter deficiência física, mental, intelectual ou sensorial;
  • Ter inscrição ativa no CadÚnico;
  • Fazer parte de uma família com renda familiar mensal de até 1/4 do salário mínimo (R$ 303) por pessoa.

Além disso, o novo emprego deve pagar remuneração de até dois salários mínimos (R$ 2.424). O pedido de pagamento de R$ 606) também pode ser feito por pessoas que receberam o BPC nos últimos cinco anos, mas perderam o benefício por terem conseguido um emprego.


Solicitar

Aqueles que se enquadrarem nas regras mencionadas podem solicitar a inclusão assistencial em um dos seguintes canais de atendimento do INSS:


  • Meu site ou aplicativo do INSS (Android e IOS);
  • Call Center 135 (segunda a sábado das 7h às 22h).

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem