Conheça 5 fontes de recursos que podem ter dinheiro esquecido e você não sabe.

Imagem: Reprodução/Google


O sistema de valores a receber criado pelo Banco Central está permitindo a consulta de mais de R$ 50 bilhões "esquecidos" pelos brasileiros nas instituições financeiras. Mas essa pode não ser a única fonte de dinheiro disponível para os trabalhadores.


Pode parecer improvável, mas bilhões de dólares em benefícios ainda aguardam o resgate de seus donos. Aqui estão cinco fontes de recursos parados que podem contemplar você.


1. Valores a serem recebidos dos bancos


O primeiro item da lista é justamente o Sistema de Valor de Entrada (SVR) do Banco Central. A autoridade estima que foram deixados R$ 8 bilhões em instituições financeiras por clientes. Nesta primeira etapa, você poderá consultar e solicitar recursos para:


  • Poupança ou conta corrente fechadas com saldo;
  • Ações de capital a serem devolvidas;
  • Débitos cobrados indevidamente;
  • Recursos esquecidos após fechamento de consórcios;
  • Taxas cobradas indevidamente.
  • O pedido de resgate estará disponível a partir de 7 de março, através do valoresareceber.bcb.gov.br.

2. Abono retroativo do PIS/Pasep


Mais de 320 mil trabalhadores têm valores a serem pagos ao abono salarial do PIS/Pasep 2019. O valor total de R$ 208,5 milhões será liberado em 31 de março, quando o pagamento do benefício deste ano chegar ao fim.


O abono é um direito daqueles que estão inscritos no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, receberam remuneração média de até dois salários mínimos no ano-base e estão formalmente ativos há pelo menos 30 dias no ano-base. Você também precisa ter os dados corretos na RAIS.


3. Cotas do PIS/Pasep


As cotas do Fundo PIS/Pasep arrecadam cerca de R$ 23,5 bilhões disponíveis para mais de 10 milhões de cidadãos até 2025. Trabalhadores que trabalharam com carteira assinada entre 1974 e 1988 e que ainda não fizeram o dinheiro podem resgatar o dinheiro. O valor está disponível para os herdeiros em caso de morte do titular.


4. Restituição do IR


A restituição do Imposto de Renda ainda está disponível para muitos brasileiros que não receberam os valores. Em caso de reembolso incorreto ou não recebimento, o cidadão precisa entrar em contato com o Banco do Brasil.


5. Saque do FGTS


Cerca de 90 mil contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) ainda estão em saldo, segundo a Caixa Econômica Federal. Eles somam mais de 18,9 bilhões, que podem ser sacados por aqueles que estão sem emprego formal há três anos consecutivos ou mais.


O benefício é um direito dos trabalhadores com carteira assinada, rural e, intermitente, temporária, única, doméstica e profissional.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem