É possível se aposentar com menos de 60 anos em 2022?

Imagem: Reprodução/Google

Desde a Reforma da Previdência em 2019, muitas mudanças deixaram os contribuintes em dúvida. As regras de aposentadoria mudaram, e agora o que muitas pessoas querem saber é se é possível se aposentar com menos de 60 anos em 2022. Compreender.


Se você tem essa preocupação, veja quais são as novas idades e se é possível se aposentar com menos de 60 anos este ano de 2022. Muitos brasileiros entraram na chamada regra de transição. Veja se esse é o seu caso.


Aposentadoria aos 60 anos

Com a Reforma da Previdência, as mulheres foram as mais prejudicadas. Isso porque, para eles, os critérios mudaram. Então, para poder se aposentar, eles precisam adicionar seis meses a cada ano de vida, até chegar aos 62 anos.


Por outro lado, no caso dos homens, a idade não mudou. A exigência permanece um período mínimo de carência de 180 meses e uma idade de 65 anos. Então, para quem planeja se aposentar agora em 2022, veja como as regras acabaram e se você se encaixa em todas elas.


No caso das mulheres, é necessário ter 61 anos e 6 meses de idade em 2022. No próximo ano é necessário ter 62 anos completos e 15 anos de contribuição. No caso dos homens, é necessário ter 65 anos de idade, 15 anos de contribuição para aqueles que já contribuíram antes da Reforma da Previdência, ou 20 anos de contribuição para aqueles que começaram a contribuir após a Reforma.


No entanto, também é necessário considerar as regras de transição. Ou seja, aquelas pessoas que estavam perto de se aposentar quando a reforma da Previdência começaram a valer.


Assim, é possível se aposentar com um período de carência de 15 anos. No caso dos homens é necessário ter 65 anos e a mulher de 61,5 anos no ano de 2022. Ou seja, as regras de transição só se aplicam àqueles que precisavam de menos de dois anos para se aposentar quando tiveram a aprovação da reforma da Previdência em novembro de 2019.


Portanto, é possível se aposentar com menos de 60 anos, já que a mulher tem 28 anos de contribuição, cumprindo 50% do tempo que seria necessário para chegar aos 30 anos de contribuição. No caso dos homens, o tempo é de 33 anos de contribuição para a Reforma, cumprindo 50% do tempo que restaria para chegar a 35 anos de contribuição.


Outra forma é pelo pedágio de 100%. Isso considera mulheres a partir de 57 anos e homens a partir de 60 anos de idade. Desde que tenham servido 100% do tempo, seria antes de atingirem a regra antiga. No caso dos homens, 35 anos de tempo de contribuição e 60 anos de idade.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem