Atenção: Saque do valor total do FGTS é liberado para desempregados. Confira detalhes!

Imagem: Reprodução/Google

O valor total do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) não é liberado apenas em caso de demissão sem justa causa. Há outras situações que permitem a redenção total do dinheiro. Uma delas é para aqueles que estão desempregados.


Funciona assim: além do dinheiro integral para quem está desconectado sem justa causa do emprego, o cidadão com saldo no FGTS há pelo menos 3 anos, e quem está sem assinatura da carteira, também poderá sacar o valor para o qual, neste caso, de contas inativas.


Em cada trabalho com carteira assinada, o trabalhador abre uma conta diferente em seu nome no FGTS. Portanto, as contas de emprego antigas são chamadas de inativas e as ativas atuais.


Com base nessa regra, o cidadão demitido sem justa causa poderá sacar o valor do FGTS que está associado apenas ao emprego atual. Em relação às quantidades ressoáveis de contas antigas nãoaseadas, elas ficam paradas até que surja uma nova oportunidade de ser murja. Conheça algumas das seguintes regras!


Quando é possível sacar o FGTS?


Confira a seguir outras situações que permitem que o fundo seja sacado:


  • Pessoa com 70 anos ou mais;
  • Rescisão por culpa do empregado e do empregador ou por força maior;
  • Rescisão por acordo;
  • Doenças graves, como aids ou câncer, trabalhador ou dependente ou terminal de qualquer doença.
  • Em caso de morte do trabalhador, dependentes ou herdeiros reconhecidos em juízo podem efetuar a pena;
  • Fenômenos naturais ou calamidade pública que afetam o trabalhador;
  • Morte do empregador e encerramento da empresa;
  • Saída imediata;
  • Aniversário de decolagem;
  • Rescisão do contrato de trabalho temporário;
  • Trabalhador único sem remuneração por pelo menos 90 dias;
  • Aposentadoria;
  • Compra de casa própria;
  • Complementar o pagamento da compra de imóvel por consórcio;
  • Colaborar com o pagamento do financiamento imobiliário (pelo Sistema Financeiro da Habitação);
  • Demissão sem justa causa.

Como sacar o FGTS após 3 anos desempregado?


A Caixa Econômica Federal está a cargo do FGTS.
Portanto, o pedido de demissão do FGTS deve ser feito junto à instituição. Mas atenção: a solicitação só está disponível no mês de aniversário do cidadão e após ele completar 3 anos ininterruptos sem registro na carteira.


Para fazer a solicitação junto ao banco você deve ter em mãos os seguintes documentos:


  • ID;
  • Número do PIS/Pasep/NIS;
  • Carteira de trabalho para provar que está desempregado há três anos seguidos.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem