Atenção: Ministro Paulo Guedes afirma que o novo Auxílio Brasil poderá pagar até R$ 800 por família; Confira

Imagem: Reprodução/Google

O Brazil Aid está pagando sua segunda parcela em dezembro, que terá um valor mínimo de R$ 400 por família. A aprovação de trechos da PEC dos Precatórios pelo Congresso Nacional permitiu ao governo federal confirmar esse novo valor pelos próximos doze meses.


Embora seja uma boa notícia para os brasileiros de baixa renda, o ministro da Economia, Paulo Guedes, chegou a sinalizar um aumento ainda maior. Segundo ele, o programa terá que aumentar para R$ 600 ou até mesmo para R$ 800 se a inflação continuar subindo.


De acordo com a previsão mais recente do Banco Central, a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve fechar o ano em 10,04%. Em nota, Guedes disse que o papel do governo agora é impedir esse aumento e evitar novos ajustes na Ajuda ao Brasil.


"Falei abertamente com o presidente Bolsonaro e com o ministro Anderson Torres. O presidente toma categorias que ele acha favoráveis e diz que quer reestruturar posições, e eu sugeri fazer na reforma administrativa.


Agora, muitas pessoas vão pedir para o pagamento de reposição salarial também, e isso é uma ameaça. Vai virar uma bagunça, cuidado", disse o ministro da Economia em referência ao reajuste salarial dos profissionais federais de segurança.

O aumento da categoria foi um pedido direto do presidente Jair Bolsonaro à equipe econômica, que já confirmou sua concessão.


Ajuda ao Futuro do Brasil


Neste mês, o programa continua atendendo cerca de 14,5 milhões de famílias em situação de vulnerabilidade. Até 23 de dezembro, a segunda parcela do Brazil Aid fica na conta de todos os cidadãos que já faziam parte do extinto Bolsa Família.


Para 2022, o plano é incluir cerca de 2,5 milhões de novos beneficiários, totalizando 17 milhões de brasileiros atendidos pelo incitivo. Ainda não se sabe exatamente quando essa expansão ocorrerá.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem