Inscrição no CadÚnico pode dar direito a 15 benefícios sociais; Confira quais são

Imagem: Reprodução/Google


Os brasileiros que recebem benefícios sociais sabem da importância da atualização do Cadastro Único (CadÚnico). É através dele que o governo faz a análise e liberação de recursos para as famílias mais necessitadas. Sem o CadÚnico, as famílias podem ficar de fora dos cerca de 15 benefícios sociais.


Especialmente com o fim da Ajuda emergencial, paga pelo governo nos meses mais críticos da pandemia de Covid19, muitas famílias devem não ter assistência. Ou seja, sem receber dinheiro do governo. Após a transição do Bolsa Família para o Auxílio Brasil também é grande a lista de espera das famílias que aguardam o benefício.


Benefícios sociais


Segundo o governo federal, 15 benefícios sociais são pagos de acordo com os dados disponíveis no CadÚnico. As atualizações cadastrais e cadastrais são feitas no Centro de Referência em Assistência Social, Cras. Dessa forma, o governo seleciona as famílias mais carentes, de acordo com os dados fornecidos.


O programa Ajuda brasil, por exemplo, atende famílias em situação de pobreza e extrema pobreza. Além do novo programa de governo, o CadÚnico também permite o acesso a outros benefícios, incluindo:


  • Aposentadoria sem contribuição para pessoas de baixa renda;
  • Bolsa Verde - Programa de Apoio à Conservação Ambiental;
  • Carta Social;
  • Carteira do Idoso;
  • Promoção - Programa de Promoção das Atividades Produtivas Rurais;
  • Isenção de Taxas em Concursos Públicos;
  • Passe Livre para pessoas com deficiência;
  • Pro Young Teen;
  • Programa Brasil Afetuoso (recurso para manutenção e desenvolvimento da educação infantil);
  • Programa Casa Verde e Amarela;
  • Programa Cisterna;
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil - PETI;
  • Tarifa Social de Energia Elétrica;
  • Telefone Popular.

Para se inscrever no CadÚnico, as famílias precisam ter renda mensal por pessoa de até meio salário mínimo. Ou renda familiar de no máximo R$ 3.300. Aplica-se também àqueles que têm renda superior a três salários mínimos, desde que o registro esteja vinculado à inclusão em programas sociais.


Durante a inscrição no Cras, os interessados precisam apresentar documentos pessoais e outros solicitados durante o cadastro no banco de dados do governo federal.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem