Conheça o novo programa Auxílio-Inclusão que vai oferecer benefício de R$ 550 por mês; Veja os requisitos e quem poderá participar.

Imagem: Reprodução/Google


Em vigor desde outubro deste ano, foi criado o auxílio-inclusão para incentivar a entrada de beneficiários e ex-beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC) no mercado de trabalho. Assim, quem consegue um emprego com carteira assinada recebe um adicional mensal de R$ 550.


O objetivo é proporcionar um incentivo para as pessoas com deficiência que entram e permanecem no mercado. Todos que fizeram parte da equipe do programa nos últimos cinco anos podem receber o auxílio.

Para ter acesso ao auxílio-inclusão, a pessoa precisa ter uma carteira assinada que pague até dois salários mínimos (R$ 2.200). Além disso, seus dados precisam estar atualizados com o Cadastro Único (CadÚnico).


Em caso de perda de emprego, o cidadão retorna automaticamente à folha de pagamento do BPC, sem ter que passar por todo o processo de cadastro novamente.


Como solicitar o BPC


Aqueles que ainda não estão inscritos no programa só precisam entrar em contato por um dos seguintes canais:


Agência de Seguridade Social (APS);

Telefone 135;

meu.inss.gov.br do site;

Minha aplicação no INSS.

 

Vale ressaltar que a família deve estar cadastrada no CadÚnico. Outro ponto importante é que, durante a pandemia, a avaliação médica e social no INSS pode ser realizada por videoconferência.


Novo BPC 2022


Junto com a criação do auxílio-inclusão, o governo fez outras mudanças no BPC. A partir de 1º de janeiro de 2022, a renda mensal máxima permitida para entrar no programa será de até meio salário mínimo por pessoa, e não mais de 1/4 do salário mínimo atualmente.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem