Tarifa Social vai pagar 100% da conta de energia de famílias carentes. Confira como vai funcionar

Imagem: Reprodução/Google


Uma das coisas mais importantes para entender sobre eletricidade é como pagamos pela operação contínua da rede. Custa dinheiro tanto para produzir eletricidade quanto para transmiti-la aos usuários finais. O valor que você paga na sua conta de eletricidade todos os meses é uma combinação desses encargos.


Para a maioria das famílias, o preço da eletricidade é por quilowatt-hora (kWh). Isso significa que sua conta mensal de eletricidade é calculada multiplicando a quantidade de eletricidade que você usou em um mês pela sua tarifa de eletricidade.


A tarifa de eletricidade que você paga varia de acordo com a região em que você mora, bem como com a concessionária de energia da qual você compra. As concessionárias estabelecem o preço da eletricidade para recuperar todos os seus custos e, muitas vezes, são obrigadas por lei a revisar suas tarifas ligeiramente a cada seis meses a um ano.


O preço da eletricidade pode mudar devido a variações da demanda prevista de eletricidade, mudanças nos preços dos combustíveis ou para contabilizar novos investimentos de sua concessionária no sistema de transmissão e distribuição ou novas fontes de geração de energia.


O que você está pagando na sua conta de luz?


Com o tempo, o custo da eletricidade aumentou de forma constante, à medida que as concessionárias construíram mais e mais usinas de energia e uma rede interconectada mais ampla de linhas de transmissão para atender às necessidades crescentes de uma economia e população em crescimento.


O preço da eletricidade aumentou de forma constante em cerca de 1,3% ao ano nos 10 anos anteriores. Se essas tendências continuarem, isso significa que se você atualmente paga R$ 100 por mês pela eletricidade, daqui a 25 anos você pagará R$ 136 por mês pela eletricidade.


Quando você paga sua conta de eletricidade, o dinheiro que você gasta vai para duas coisas principais: primeiro, pagar para gerar a eletricidade real que você usou e, segundo, manter a rede (ou seja, consertando ou substituindo qualquer infraestrutura de transmissão antiga).


Em outras palavras, sua conta mensal de eletricidade está pagando diretamente pela compra de qualquer combustível que sua concessionária queime, pelo custo anualizado de construção da usina e pela manutenção da rede de postes e fios que movem eletricidade de uma região para outra, bem como dentro de sua próprio bairro.


Tarifa Social


A Tarifa Social é um programa do governo federal que dá descontos em faturas de energia elétrica para famílias carentes. Em muitas partes do país, a tarifa de eletricidade representa um grande gasto para as pessoas. Por isso, o governo subsidia o valor para que famílias não fiquem sem energia.


Para solicitar o benefício a pessoa deve estar inscrita no Cadastro Único (CadÚnico). Outro critério é que a renda mensal por pessoa deve ser de R$ 550 ou menos.


Os descontos são os seguintes:


  • 100% – consumo de até 50kWh (casos específicos, quilombolas e indígenas);
  • 65% – consumo de 0 a 30 kWh;
  • 40% – consumo de 31 kWh e 100 kWh; e
  • 10% – consumo de 101 kWh a 220 kWh.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem