Saiba quais são os 7 alimentos que causam enxaqueca

Imagem: Reprodução/Google

As crises de enxaqueca podem ser causadas por vários fatores, como estresse, dormir poucas horas, ficar em jejum por muito tempo, beber pouca água durante o dia e não praticar atividade física. No entanto, alguns alimentos, especialmente os que contêm adoçantes ou conservantes, assim como as bebidas alcoólicas também podem causar o aparecimento da enxaqueca.


Os alimentos que causam enxaqueca podem variar de uma pessoa para outra e, por isso, pode ser difícil identificar qual alimento é responsável pelas crises.Por isso, normalmente é indicado fazer um diário alimentar em que é colocado tudo o que se come durante o dia e a hora que surgiu a crise de enxaqueca, para tentar achar uma relação.


Vale lembrar que é recomendado passar por uma consulta com um nutricionista ou um médico para que seja feita uma avaliação mais detalhada de que alimentos podem estar causando a enxaqueca, assim como outros fatores, ajudando a prevenir as crises de enxaqueca.


Os principais alimentos que podem causar enxaqueca são:


1. Bebidas com cafeína


O café, o chá verde, o chá preto ou mate, bebidas energéticas e refrigerantes possuem cafeína, que pode desencadear crises de enxaqueca em algumas pessoas. Já em outras pessoas, a ingestão de quantidades moderadas de cafeína pode amenizar as crises de enxaqueca, pois a cafeína tem propriedades analgésicas e anti inflamatórias.


Algumas pessoas que deixam de consumir bebidas com cafeína, observam melhoras das crises de enxaqueca. Já outras pessoas quando deixam de consumir bebidas com cafeína, podem piorar das crises de enxaqueca. Isso acontece, pois consumir frequentemente a cafeína e interromper de repente, gera abstinência do composto no organismo, causando dor de cabeça.


Por isso, é importante identificar se consumo moderado de até 400mg de cafeína (600 ml de café) é bem tolerado ou se esses tipos de bebidas devem ser excluídas totalmente da dieta.


2. Glutamato monossódico


Concentrações superiores a 2,5 g de glutamato monossódico nos alimentos estão associadas ao surgimento das crises de enxaqueca e dores de cabeça. No entanto, alguns estudos demonstraram que não há correlação quando consumido em menores quantidades.


O glutamato monossódico é um aditivo utilizado na indústria alimentícia para realçar o sabor dos alimentos como molhos prontos, enlatados e salgadinhos de pacote. Esse aditivo pode ter vários nomes, como ácido glutâmico, glutamato monopotássico ou glutamato monossódico. Por isso, é importante ler o rótulo nutricional dos produtos para identificar se o alimento possui ou não esse aditivo.

Entenda como ler o rótulo dos alimentos.


3. Bebidas alcoólicas


As bebidas alcoólicas também podem causar crises de enxaqueca, principalmente o vinho tinto, vinho branco, champagne e cerveja, o que parece acontecer devido às suas propriedades vasoativas e neuroinflamatórias.


A dor de cabeça causada pelo consumo dessas bebidas geralmente aparece 30 minutos a 3 horas após o consumo e pequenas quantidades de bebidas alcoólicas podem ser suficientes para causar a dor de cabeça.



4. Chocolate


O chocolate é conhecido como um dos principais alimentos que causam enxaqueca. Existem algumas teorias que tentam explicar o motivo pelo qual o chocolate causa dor de cabeça e uma delas é a de que ele aumenta os níveis de serotonina no sangue, um neurotransmissor que está relacionado com as crises de enxaqueca.


Apesar disso, os estudos ainda não conseguiram comprovar que o chocolate é realmente o fator desencadeante da enxaqueca.


5. Carnes processadas


Algumas carnes processadas, como o presunto, salame, calabresa, bacon, salsicha, linguiça, peito de peru ou de frango, podem causar enxaqueca.


Esses tipos de produtos contêm nitritos e nitratos, que são compostos usados para preservar os alimentos, e que são associados com a dor de cabeça, pois aumentam a dilatação dos vasos sanguíneos, desencadeando as crises de enxaqueca até 2 horas após a sua ingestão.


6. Laticínios


Laticínios, como queijos, leite e iogurte, contêm tiramina, um composto derivado do aminoácido tirosina, que pode favorecer o surgimento da enxaqueca. Este composto é presente em grandes quantidades especialmente em queijos amarelos, como queijo azul, brie, cheddar, feta, gorgonzola, parmesão e suíço.


7. Alimentos com glúten


Alimentos que contêm glúten, como trigo, centeio, cevada ou malte, e as preparações feitas com estes ingredientes, como pães, massas ou pizzas, podem causar enxaqueca em pessoas que possuem síndrome do intestino irritável, intolerância ao glúten ou doença celíaca, que é a alergia à proteína.


Outros alimentos que podem causar enxaqueca


Existem alguns alimentos que favorecem as crises de enxaqueca em determinadas pessoas, mas que não possuem comprovação científica, como as frutas cítricas como a laranja, abacaxi e kiwi;  e alimentos que contém aspartame ou sucralose, que são adoçantes artificiais.


Por isso, é importante observar e anotar quais desses alimentos causam a enxaqueca, sendo aconselhado excluí-los da dieta e verificar se a frequência e intensidade das crises melhoram.


Além disso, é importante ter um acompanhamento de um médico ou nutricionista, para evitar a exclusão da dieta de alimentos que não estão relacionados com a enxaqueca e fornecem nutrientes importantes para o organismo.


Os alimentos que melhoram a enxaqueca são aqueles com propriedades calmantes e ação anti-inflamatória e antioxidante, pois atuam no cérebro liberando substâncias que diminuem a inflamação e promovem o bem-estar, como:


  • Peixes gordos, como salmão, atum, sardinha ou cavala, pois são ricos em ômega 3, um tipo de gordura saudável com propriedades anti inflamatórias;
  • Banana, aveia e abacate, pois são ricos em triptofano, um aminoácido que promove o relaxamento dos vasos sanguíneos e o bem-estar;
  • Oleaginosas como castanhas, amêndoas e amendoim, pois são ricas em selênio, um mineral que favorece a diminuição do estresse;
  • Sementes, como chia, abóbora, gergelim e linhaça, pois são ricas em ômega-3;
  • Chá de gengibre, pois tem propriedades analgésicas e anti-inflamatórias que ajudam a aliviar a dor;
  • Suco de couve com água de coco, porque é rico em antioxidantes que combatem inflamações;
  • Chá de flores, como lavanda, maracujá ou erva-cidreira, pois são relaxantes e ajudam a promover o bem-estar.


O consumo de alimentos ricos em vitaminas do complexo B, como feijão, lentilha e grão de bico, também ajuda a prevenir a enxaqueca porque essa vitamina ajuda a proteger o sistema nervoso central.


Assista o vídeo seguinte e veja outras dicas para prevenir a enxaqueca:





Fonte : Rede Brasil News


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem