Novo Bolsa Família poderá cadastrar mais pessoas. Saiba mais!

Imagem: Reprodução/Google

O plano do Governo Federal segue claro. Mesmo diante de tanta confusão, eles sabem que querem aumentar a quantidade de usuários que fazem parte do Bolsa Família. Hoje, de acordo com o Ministério da Cidadania, algo em torno de 14,6 milhões de pessoas recebem esse benefício. O Planalto quer subir isso para a casa dos 17 milhões.


Seria, portanto, um aumento de pouco mais de 2 milhões de usuários. Sabe-se que isso é insuficiente para atender todo mundo que precisa dessa ajuda neste momento. O próprio Governo reconhece isso. Em declaração recente, o próprio Ministro da Cidadania, João Roma, disse que cerca de 25 milhões de brasileiros que hoje recebem alguma ajuda do poder executivo ficarão sem nada a partir de novembro.


O Congresso Nacional tem poder para mudar isso. De acordo com as regras legislativas atuais, os deputados e senadores podem tentar inserir mais pessoas no programa. Membros da oposição e até mesmo grupos de apoio ao Presidente Jair Bolsonaro estão tentando aumentar essa quantidade de atendidos.


Como se sabe, a Medida Provisória (MP) do novo Bolsa Família está em tramitação no Congresso Nacional. Por lá, parlamentares já tentaram inserir mais de 460 emendas ao texto original. Boa parte dessas propostas tem relação com a quantidade de usuários que irão receber o benefício em questão.


Uma das ideias, por exemplo, prevê inserir mais 20 milhões de brasileiros além destes 17 milhões que fazem parte da conta do Governo Federal. Outros projetos pedem que se insira todas as pessoas que hoje estão no Bolsa Família. Tudo isso, vale lembrar, faz parte de uma rede de propostas. Nada passou por aprovação ainda.


Ministério teme


Esse, aliás, é um dos maiores temores do Ministério da Economia neste momento. A pasta comandada pelo Ministro Paulo Guedes acredita que os deputados e senadores podem acabar alterando muito o texto original do Auxílio Brasil.


Mais do que isso, eles temem que o Congresso aumente demais os gastos públicos desse projeto. E sabe-se que esse aumento aconteceria naturalmente caso os deputados resolvam colocar mais gente no programa.


Por isso, Guedes está tendo reuniões constantes com os Presidente da Câmara e do Senado, Arthur Lira (PP-AL) e Rodrigo Pacheco (DEM-MG). Ele não quer permitir que os parlamentares aumentem demais o projeto original.


Auxílio de R$ 400?


No dia 19, o Governo Federal chegou bem perto de anunciar o aumento do Auxílio Brasil para a casa dos R$ 400. Só que faltando apenas meia hora para o início do evento, eles decidiram cancelar tudo.


Não se sabe, no entanto, se esse cancelamento foi só do evento ou se o aumento para R$ 400 também está cancelado. Na nota em que falou sobre o fim do evento, o Palácio do Planalto decidiu não fazer nenhum tipo de comentário.


Agora o que resta, portanto, é esperar. Em declaração no início desta semana, o Presidente Jair Bolsonaro disse que vai falar sobre esse e outros assuntos nos próximos dias. Ele, no entanto, evitou cravar uma data para isso.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem