Governo estuda liberar auxílio de R$ 400 até fim de 2022; Confira.

Imagem: Reprodução/Google

De olho na reeleição, o presidente Jair Bolsonaro quer complementar o Auxílio Brasil, substituto do Bolsa Família, pelo menos até 2022. O governo federal estuda oferecer uma ajuda temporária após o fim do auxílio emergencial, colocando uma parte da despesa dentro e outra fora do teto de gastos.


As informações são do Estadão/Broadcast, que releva que a possibilidade de aumento do valor médio do benefício para R$ 400 durante o próximo ano. Contudo, essa é apenas uma das medidas em análise pelo governo, que também avalia a prorrogação do próprio auxílio emergencial.


O portal informa ainda que a equipe do ministro Paulo Guedes tenta de todas as formas impedir o desrespeito ao teto de gastos, mas uma ala política do governo planeja enfraquecer a imagem do chefe do Ministério da Economia.


Moldes da proposta


Se a medida for adotada como consta no parecer de mérito elaborado pelo Ministério da Cidadania, o Auxílio Brasil teria valor médio de R$ 194,45. A esse benefício, seriam adicionadas duas parcelas de R$ 100 em forma de auxílio temporário.


Sendo assim, os pagamentos chegariam a R$ 400 até o fim de 2022, mas atingiriam somente os beneficiários do programa de transferência de renda do governo.


Para custear a parcela de R$ 100 que não cabe no teto de gastos, parte do governo que defende a proposta precisa convencer Guedes a retirar esse gasto do limite de despesas.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem