Governo confirma quem vai receber o auxílio Brasil. Confira!

Imagem: Reprodução/Google


O Governo Federal confirmou qual vai ser o público que vai estar na linha de entrada do novo Bolsa Família a partir de 2022. Essa não chega a ser uma surpresa, mas é a primeira vez que eles falam oficialmente sobre o assunto. Os dados estão publicados no site oficial do Auxílio Brasil.


De acordo com essa fonte, o foco do novo Bolsa Família vai ser mesmo as famílias que estão em situação de extrema-pobreza. Além deles, o programa em questão também deverá atender aqueles que estão em situação de pobreza. Só que neste segundo caso vai ser preciso ter uma gestante ou uma pessoa com menos de 21 anos de idade em casa.


É preciso deixar claro que esses 21 anos são incompletos. Então se todo mundo na mesma casa já completou 21 anos, então a família que está em situação de pobreza não vai poder receber o dinheiro do Auxílio Brasil. Pelo menos é isso o que diz a própria Medida Provisória (MP) do programa em questão.


Como dito, essa informação não chega a ser uma surpresa. Se imaginava que o Governo fosse mesmo optar por esse caminho. A questão é que pela primeira vez eles confirmaram isso por meio de um site oficial. Então, em tese, sabe-se que esse é de fato o plano do Palácio do Planalto para a seleção das pessoas.


Hoje, uma família está em situação de pobreza quando a sua renda mensal per capita não ultrapassa a marca dos R$ 178. E em situação de extrema-pobreza quando é menor do que R$ 98. Esses níveis, no entanto, devem mudar. E é justamente aí que entra a grande questão do Governo Federal neste momento.


Mudança na renda define


Essa mudança nessa linha definidora da situação de pobreza e de extrema-pobreza é que vai acabar traçando quem são os brasileiros que estarão no programa. A questão é que eles não divulgaram esses valores ainda.


O que se sabe, no entanto, é que eles deverão aumentar essa linha. Então quem já está abaixo dessa linha atual, já pode considerar que possui o direito de receber o benefício. Pelo menos é o que se sabe até aqui.


Então quem já está neste momento em situação de extrema-pobreza pode, em tese, receber o novo Bolsa Família. E quem está em situação de pobreza, também, desde que se respeite a regra de se ter uma grávida ou pelo menos alguém com menos de 21 anos na casa.


Renda per capita do Auxílio


Como dito, o Governo Federal ainda não definiu quais serão esses pontos de corte nas situações de pobreza e de extrema-pobreza. Mas o cidadão já pode ir treinando para saber em que lugar a sua família se encaixa nesta situação.


Para isso, basta somar as rendas mensais de todas as pessoas que moram na mesma casa e depois dividir pelo quantidade de indivíduos que moram no mesmo local. O resultado é a sua renda mensal per capita.


Se o resultado for menos do que R$ 174 então o cidadão está em situação de pobreza. Se o número não ultrapassar dos R$ 89, então é uma condição de extrema-pobreza. Pelo menos é isso o que se dá para tirar de acordo com os dados atuais.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem