Auxílio emergencial com prorrogação até de mais 6 parcelas até abril de 2022? Confira

Imagem: Reprodução/Google

Por muito tempo foi especulada a prorrogação do auxílio emergencial em mais 6 parcelas, ou seja, com pagamentos na Caixa Econômica Federal (CEF) até o mês de abril de 2022. No entanto, isso vai mesmo acontecer?


A possível prorrogação do auxílio emergencial estava sendo amplamente discutida nos últimos dias principalmente porque o governo federal vinha com dificuldades em conseguir aprovar o Auxílio Brasil. A falta de recursos financeiros poderia comprometer a implementação do benefício.
Sendo assim, a equipe procurava buscar novas fontes através da PEC dos precatórios e da Reforma do Imposto de Renda no Senado Federal.


A princípio, os pagamentos do auxílio emergencial não serão prorrogados por mais tempo. Acontece que o Governo Federal anunciou pagamentos de R$ 400 para as famílias beneficiárias do Auxílio Brasil, o programa substituto do Bolsa Família. Sendo assim, a extensão do auxílio emergencial foi descartada pelo Governo.


Após o lançamento de um novo programa, o presidente Jair Bolsonaro tem o objetivo de encerrar a fila para concessão do benefício até o fim de 2021. Para isso, a expectativa é ampliar o número de contemplados atuais de 14,6 milhões para 17 milhões.


Auxílio Brasil


Segundo o próprio presidente Bolsonaro, não é coerente que as famílias vulneráveis do país que dependem das políticas públicas oferecidas pelo Governo Federal recebam “tão pouco”, assim como o valor que é pago no Bolsa Família atualmente.
Dessa forma, o chefe do executivo federal vai aumentar o valor do benefício.


“Temos a responsabilidade de fazer com que esses recursos venham dentro do próprio Orçamento da União. Ninguém vai furar teto, ninguém fazer nenhuma estripulia no Orçamento”, afirma o presidente.


O Auxílio Brasil é o tão sonhado programa social do Governo Bolsonaro, visto que pretende substituir o Bolsa Família, que atualmente paga uma média de R$ 189 para cerca de 14,6 milhões de famílias de baixa renda.


A intenção da equipe técnica do Governo é turbinar a política pública, concedendo a quantia maior para um número maior de beneficiários, aproximadamente, 17 milhões de famílias pobres e extremamente pobres.


Cartão do Auxílio Brasil


O Governo Federal já mandou preparar milhões de cartões para saques do programa Auxílio Brasil. De acordo com informações do jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo, a ideia é entregar esses dispositivos nas mãos dos usuários entre os meses de novembro e dezembro. Pelo menos é isso o que se sabe até aqui.


Como os pagamentos já começarão daqui a algumas semanas, então é provável que pelo menos no primeiro ciclo as pessoas não tenham ainda esse cartão. Só então por volta do segundo repasse é que elas poderiam utilizar esse dispositivo para fazer o saque do benefício na boca do caixa.


O Governo Federal avalia que o uso do cartão para fazer um saque acaba deixando os repasses um pouco mais seguros. Há portanto um certo receio de que aconteça no novo Bolsa Família aquilo que aconteceu no Auxílio Emergencial no ano passado. Bilhões de reais foram desviados por causa de fraudes.


Pouco se sabe ainda sobre esses cartões do programa em questão. Só o que está claro é que eles serão em verde e amarelo e terão a gravação frase “Pátria Amada, Brasil”. Trata-se, portanto, de um trecho do Hino Nacional que também é usado como slogan oficial do Governo do Presidente Jair Bolsonaro.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem