Ticker

6/recent/ticker-posts

Governo vai implantar tecnologia de reconhecimento facial em aeroportos do pais.


O Ministério da Infraestrutura quer implantar nos aeroportos do país como uma nova tecnologia para procedimentos de embarque. O projeto, chamado Safer Safer, permite o uso da tecnologia de reconhecimento facial para realizar passo a passo, a iniciativa tornará o processo mais eficiente nos aeroportos e também proporcionará maior segurança nas viagens aéreas.


O uso do reconhecimento facial para procedimentos de embarque começou a ser testado quinta-feira (8) no Aeroporto Internacional de Florianópolis (SC) por enquanto, apenas voluntários testarão a nova tecnologia. A intenção do governo federal é realizar um projeto gradual no aeroporto principal assim que a solução for aprovada.


Sistema Nacional Integrado

De acordo com a orientação do ministério, porém, a tecnologia de reconhecimento facial para identificação de passageiros e embarque automaticamente em portões eletrônicos. Já não existe um sistema nacional unificado que lhe permita verificar e verificar com segurança a identidade dos passageiros a partir do cruzamento com diferentes bancos de dados do governo.


"Ao desenvolver soluções implementadas pela Autoridade Nacional de Aviação Civil (SAC) do Ministério da Infraestrutura, os agentes de segurança poderão utilizar a inteligência para avaliar os riscos iniciais dos turistas através do sistema brasileiro de informações sobre passageiros. (Sisbraip)", disse a pasta.


Os testes do programa piloto de Embarque Seguro em Florianópolis serão realizados nos passageiros voluntários da companhia aérea. As reuniões de identidade do viajante ocorrem no momento do check-in eletrônico com a conexão visual com a passagem aérea, o que dá aos passageiros fácil acesso à sala de embarque. O embarque é realizado através da biometria dos viajantes sem a necessidade de apresentar quaisquer documentos.


A tecnologia foi desenvolvida em parceria com o Serpro, empresa federal de tecnologia da informação, que desenvolveu um programa que permite o registro de fotos de passageiros vinculadas ao seu CPF.


A autenticação biométrica é feita por meio da verificação com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), que possui aproximadamente 56 milhões de registros ativos.